As duas montanhas

25 de novembro de 2009

Quando o Senhor nosso Deus, através de uma palavra bem específica me comandou para gravar cd’s Ele me ensinou algo muitíssimo precioso, algo que tenho preservado com todas as minhas forças. O Senhor me falou a respeito de duas montanhas. Ambas são montanhas de adoração. A primeira é aquela onde nos achegamos à presença de Deus e recebemos as canções, pregações, etc, e a outra é aquela onde as pessoas que adquirem os cd’s adoram ao Senhor enviando para o céu o fruto do que o Senhor enviou para a terra. A questão é que entre duas montanhas sempre existirá um vale. Esse vale é onde acontece a comercialização desses produtos. Louvor e adoração atraem a presença de Deus, atrai os anjos e atrai outros adoradores cujos joelhos não se dobram a nenhum outro além do Amado das nossas almas. Mas, no vale do comércio tudo isso, salvo em algumas exceções, é tratado como um produto. Não há nenhum erro nisso, pois uma empresa administra produtos e serviços. O que escrevo não se trata de uma crítica, pois, não temos como ir de uma montanha a outra sem passar pelo vale. Seria hipocrisia criticar uma vez que também compramos e vendemos cd’s, etc. Ao contrário, sou muitíssimo grato a todos aqueles que militam no vale do comércio fazendo a conexão entre uma montanha e outra. E nesse vale todos temos que agir como empresários, pois, as dificuldades contidas nele são as mesmas enfrentadas por qualquer outra empresa ou empresário. As decisões muitas vezes têm de ser tomadas tecnicamente para se ter êxito. E no ministério, como em qualquer outra área, o êxito garante a existência do ministério e a expansão do evangelho.

Pessoalmente eu oro por todas as pessoas e empresas que compram e revendem os nossos cds. Oro por eles todos os dias para que tenham sucesso em alcançar a segunda montanha onde os perdidos são salvo, os cativos são libertos, os enfermos são curados, onde a igreja é edificada e o Senhor é glorificado. O sucesso de cada revendedor faz parte do cumprimento do nosso objetivo espiritual. E esse presente texto é fruto do meu zelo espiritual por todos os amados que trabalham no vale do comércio.

A minha oração ao Senhor flui no sentido de que ninguém se perca na multidão do seu comercio; que ninguém perca o melhor de Deus. Que ninguém troque a sua primogenitura por um prato de lentilha. Que ninguém se torne ímpio por causa de algum dinheiro a mais. Tudo isso passará, mas o que permanecer fiel aos princípios da palavra do Senhor permanecerá para sempre. Todos que militamos no vale precisamos compreender que o céu é mais nobre que o sucesso. O céu é melhor porque o nosso Senhor Jesus mora lá.

Ezequiel 28:11-16 “Veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Filho do homem levanta uma lamentação contra o rei de Tiro e dize-lhe: Assim diz o SENHOR Deus: Tu és o sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias: o sárdio, o topázio, o diamante, o berilo, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo e a esmeralda; de ouro se te fizeram os negastes e os ornamentos; no dia em que foste criado, foram eles preparados. Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado até que se achou iniquidade em ti.      Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus e te farei perecer, ó querubim da guarda, em meio ao brilho das pedras.”

Como podemos ver através desse texto, o pecado entrou no coração do “rei de Tiro” exatamente através da multiplicação do seu comércio. É muito fácil quem está envolvido no comércio pecar, mas é mais fácil ainda ser santo – é uma questão de escolha – pura e simples escolha.

Meus amados, não permitam a prática da mentira e do engano em sua vida e em sua empresa. Não deixe de exercer suas funções na sua igreja local por causa do comércio (Hebreus 10:25).  Não negligencie sua família por causa do comércio. Sua família é o maior empreendimento da sua vida. Não negligencia sua saúde emocional e física por causa do comércio. Seu corpo é templo do Espírito Santo (3 João 1:2; 1 Coríntios 3:16,17).  Não desista de caminhar por causa da decepção. Não deixe de ser uma pessoa simples em virtude do sucesso (Tiago 4:6).

Não fique triste por causa dessa exortação. Na verdade eu quero subir para o céu ao lado de todos os meus amados irmãos que trabalham no vale do comércio. Isso é que me motiva a escrever essas coisas. Não estou acusando ou afrontando ninguém, absolutamente. Eu sou um ministro da palavra de Deus e estou cumprindo o meu papel. Atrás de cada empresa existem pessoas e quero subir para o céu junto com elas. Esse texto é uma palavra geral. Não estou me comunicando indiretamente, ou acusando ninguém. Recebam a presente exortação como vinda do Senhor para sua edificação, apenas isso. Esse texto pode ser aplicado a qualquer empresário de qualquer outro ramo de atividades. Que o Senhor abençoe você, sua família, sua empresa e seus empreendimentos em o nome de Jesus,  Amém!

Pastor Antônio Cirilo


Publicado por às 7:39 pm




Comentários

Fábrica Imaginária